quinta-feira, 26 de janeiro de 2023

Inocência das Flores

 



Plante seu próprio jardim e enfeite sua alma.
🌹




Inocência das flores,

Beleza das crianças,

Desata os desamores,

Em todas as instâncias.

 🌹

Perfume delicado,

Torna-se relicário,

Coração amado,

Deleite coronário.

 🌹

Jardim em profusão,

Afasta confusão,

Ternura desmedida,

Aquece nossa lida.

 

 🌹











A dedicatória de hoje é pelos que voltarão para suas cidades de origem, após as férias por aqui. Guarapari é a capital do mar de Minhas Gerais. Uns se foram na primeira quinzena e outros por agora, na semana. Bom retorno das férias aos viajantes! Enfeitaram nossa cidade, deram vida, luz e cor.




domingo, 22 de janeiro de 2023

Pétalas de Alquimia (Olinda)


Sei que os campos imaginam as suas próprias rosas. As pessoas imaginam os seus próprios campos de rosas de E às vezes estou na frente dos campos como se morresse; outras, como se agora somente eu pudesse acordar. 

(Herberto Helder)



Do meu coração, 

Saltam pétalas acetinadas,

Despencam alquimias,

Desgrudam poções mágicas.

🌹

Do meu coração,

Exalam cores, sonhos,

Cheiram pétalas aveludadas,

Desprendem todos dissabores.

🌹

Do meu coração,

Desintegram-se partículas

De ternura, dotes de bondade,

Ele permanece inteiro e floral.

🌹






Aos amantes das flores e das belezas do Criador...

Ofereço com muito carinho ao 12 aniversários do blog da querida amiga Olinda, dia 22 celebrado.
Como o próprio nome sugere, um blog delicado de uma amiga finíssima no trato conosco. Vale a pena!




quinta-feira, 19 de janeiro de 2023

Sou Flor do Campo X



ando

bem só
rumo
ao léu
vou lá
longe
🌹

olho
ao céu
peço
vigor
a Deus
🌹

muito
cheia
de fé
sigo
calma
🌹

ele 
cuida
de mim
como
sua flor
campal
🌹






A todos os que sofrem nas guerras  mundiais.





segunda-feira, 16 de janeiro de 2023

As Flores e eu (Verena)


CONVERSAS DO SERTÃO
(José Luís do Rego)

Saí de Campina Grande e não encontrei as cigarras de Bodecongo, como em janeiro de 1948. 
Havia, porém, o verde intenso do inverno cobrindo a terra duma tapeçaria gigante. 
Tudo em todas as graduações de verde.
VERDE EM TODOS OS TONS. 
Mas se as cigarras se tinham recolhido, os pássaros, na manhã de sol, não perdiam tempo, cantavam tão alto, no silêncio, que até suspirava o gemer dos pneumáticos sobre o saibro duro. 
Manchar de periquitos, nuvens de canários amarelos e chusmas de anunhu-mará, pelos arvoredos, pelos fios do telégrafo. E as flores do campo, os cipós que floriam como em passe de mágica. 
Era o sertão chovido.



Quem são elas?

Quem sou eu?
Num misto ideal...
Somos perfume essencial.
🌹
Do campo, coloridas,
Somos fragrâncias,
Num misto ideal...
Fazemos diferenças.
🌹
Elas me revelam,
São meu rosto triunfal,
Num misto ideal...
Em unidade perfeita.
🌹
Sou plantada na natureza,
Meus pés firmes no jardim,
Num misto ideal...
Temos odor de jasmim.
🌹






V erdadeira
E legante
R isonha
E xtrovertida
N atural
A miga

É seu aniversário, dia 14, querida amiga Verena, seja mito feliz e abençoada!




sexta-feira, 13 de janeiro de 2023

Braçada Floral (Marilene) x





"É meu velho costume levantar-me cedo e ir ver as velhas rosas, frescas murtas, e as borboletas que de todas as partes correm a amar no meu jardim. Tenho particular amor às borboletas. Acho nelas algo das minhas ideias, que vão com igual presteza, senão com a mesma graça.
Eu mais perdido a mirar uma borboleta e uma ideia, parado no jardim da frente ...
Ela escapou-me e tive pena. Vestia umas asas azul claro com pintinhas amarelas, cor de ouro"...
(Machado de Assis)
🌹



Muito obrigada, querida amiga Natália Nuno


A cada mês vou deixando aqui os links dos amigos que participam do blog e que eu leio com muito gosto.
🌹

"Sejamos felizes enquanto contemplamos as flores dos jardins, elas nos fazem sonhar e nos encorajam a vivermos todos os aromas que a vida nos dá para que possamos prosseguir."

🌹

 A Flor da Tarde


Na pequena duna

A flor do silêncio

Dormita. Diminuta.

Flor da Tarde

De mar. Na pequena

Duba ao sol de

tamareiras, floresce

A Poesia

(Filipe Maçarico)

Elvira Carvalho

🌹

Vasos podem virar com o vento,

flores podem na mesa "deitar"...
Porém de quem nos ofertou as flores, 
vento nenhum fará da memória apagar!


🌹

Envolvidos nas flores do jardim,
Ali, se deixam desalentos
E se elevam outros sentimentos
Numa natureza que parece pura

🌹

No desabrochar de cada flor,
na semente minúscula,
que guarda o potencial das maiores árvores;
fauna, flora, biodiversidade.

Antonio Apon

🌹


Quão tristes são as flores que você derrama de seus olhos!
Elas não estão murchas ou quebradas, descoloridos ou gastas.
Nem são como aquelas que nos livros, esquecidas,
Elas param entre duas folhas, talvez para sempre, seu enredo.

🌹

"Na buliçosa brandura das folhas, graciosidade das flores  e a subtil beleza das penas, acordou-me o delicado piar das aves, na graça enorme das coisas pequenas."

🌹


Uma explosão de flores na janela
Belas e viçosas se apresentam
Debruçada sobre elas
Caem lágrimas de saudade.

Flores que viscejaram
Entre lágrimas que rolaram
Um lindo canteiro formado
por lágrimas de saudade

🌹

menina papoila cheia de vida
com sonhos de domingo, atrevida
cantando com os pássaros p'la tarde
a celebrar a sua verdade

🌹
...
do meu jardim,
quero as estrelas
também a brisa que as refresca
...
de ti flor, o perfume e a cumplicidade
....
🌹

embora quase nunca me lembre

dos lírios decorados com gotas de orvalho

ou da melodia do entardecer.


Jaime 

🌹


Meu coração universo

Inclui a ouro todos os sóis,

Borda-se a prata todas as estrelas,

Entumece-se em flores e verduras...


Olinda

🌹

Obrigada, querida amiga Elvira.



Deus encha o jardim das suas flores preferidas e que o aroma seja a energia para a encher de saúde e alegria.
Obrigada, querida amiga Manuela.

Obrigada, querida amiga Vera 




Obrigada, querida amiga Maria.



Obrigada, querida amiga Chica.

Obrigada, querida amiga Olinda.

Obrigada, querido amigo Toninho.


Obrigada, querida amiga Natália

🌹
Que gentileza divulgar meus livros!
Obrigada, querida amiga Gleize 

Obrigada, querida mana .

🌹



Comemorando também com muito carinho:
Doze anos do blog da amiga Ana Paula.
Que seu blog só lhe dê alegrais, querida.
Doze anos são pérolas acumuladas de posts preciosos seus.

 “Eu não gosto que as pessoas falam que me amam do fundo do coração; o fundo é muito escondido, eu gosto de amar do lado de fora do coração, assim todo o mundo pode ver!”
🌹
Aniversário da amiga Marilene, dia 10.
M ulher 
A miga
R eflexiva 
I nteligente
L iberta
E ngenhosa
N otável
E spontânea 
Tenha sido feliz o feliz Dia Nacional da GRATIDÃO, dia 6, Dia de Reis, aos amigos!


segunda-feira, 2 de janeiro de 2023

Jardineiro Cria as Rosas

 






"No princípio era o Jardineiro. E o Jardineiro criou as Rosas. E, tendo criado as Rosas, criou as chácaras e o jardim, com todas as coisas que neles vivem para glória e contemplação das rosas.

Criou a palmeira, a grama. Criou as folhas, os galhos, os troncos e botões. Criou a terra e o estrume. Criou as árvores grandes para que amparasse o toldo azul que cobre o jardim e a chácara, e ele não caísse e esmagasse as Rosas. Criou as borboletas e os vermes. Criou o sol, as brisas, o orvalho e as chuvas.

Grande é o Jardineiro! Suas longas pernas são feitas de troco eterno. Os braços são galhos que nunca morrem; a espádua é como um forte muro por onde a erva trepa. As mãos, largas, espalham benefícios as Rosas.

Verde agora mesmo. A noite voou, a manhã clareia o céu, cruzam-se as borboletas e os passarinhos, há uma chuva de pupilos e treinados no ar. Mas a terra estremece. É o pé do Jardineiro que caminha para as Rosas. Vede, traz nas mãos o regador que borrifa sobre as Rosas a água fresca e pura, e assim também sobre as outras plantas, todas criadas para glória das Rosas. Ele o formou no dia em que, tendo criado o sol, que dá vida às Rosas, este começou a arder sobre a terra. Ele o enche de água todas as manhãs, uma, duas, cinco, dez vezes. Para a noite, pôs ele no ar um grande regador das chuvas que alagam a terra de água e de vida.

Entretanto, as Rosas estavam tristes, porque a contemplação das coisas era muda e os olhos dos pássaros e das borboletas não se ocupavam bastantemente das Rosas. E o Jardineiro, vendo-as tristes, perguntou-lhes:

- Que tendes vós, que inclinais as pétalas para o chão? 

Dei-vos a chácara e o jardim; criei o sol e os ventos frescos; derramo sobre vós o orvalho e a chuva; criei todas as plantas para que vos amem e vos contemplem. A minha mão detém no meio do ar os grandes pássaros para que vos não esmaguem ou devorem. Sois a princesa da terra. Por que inclinais as pétalas ao chão?

Então as rosas murmuravam que estavam tristes porque a contemplação das coisas era muda, e elas queriam quem cantasse os seus grandes méritos e as servisse.

O Jardineiro sacudiu a cabeça com um gesto terrível; o jardim e a chácara estremeceram até aos fundamentos. E assim falou ele, encostado ao bastão que trazia:

- Dei-vos tudo e não estais satisfeitas?

Criei tudo para vós e pedis mais? Pedis a contemplação de outros olhos; ides tê-la. Vou criar um ente à minha imagem  que vos servirá, contemplará e viverá milhares e milhares de sóis para que vos sirva e ame.

E, dizendo isto, tomou de um velho tronco de palmeira e de um falcão. No alto do tronco abriu duas vendas iguais aos seus olhos divinos, mais abaixo outra igual à boca; recortou as orelhas, alisou o nariz, abriu-lhe os braços, as pernas, as espáduas. E, tendo feito o vulto, soprou-lhe em cima e ficou um homem. E então, lançou mão de um tronco de laranjeira, rasgou os olhos e a boca, contornou os braços e as pernas e soprou-lhe também em cima, e ficou uma mulher.

E como o homem e a mulher adorassem o Jardineiro, ele disse-lhes:

- Criei-vos para o único fim de amardes e servirdes as Rosas, sob pena de morte e abominação, porque eu sou o Jardineiro e elas são as senhoras da terra, donas de tudo o que existe' o sol e a chuva, o dia e a noite, o orvalho e os ventos, os besouros, os colibris, as andorinhas, as plantas todas, grandes e pequenas, e as flores, e as sementes das flores, as formigas, as borboletas, as cigarras e os filhos das cigarras.

O homem e a mulher tiveram filhos e os filhos outros filhos, e disseram eles entre si:

- O Jardineiro criou-nos para amar e servir as Rosas; façamos festas e danças para que as Rosas vivam alegres.

Então, vieram as chácaras e ao jardim, e bailaram e riram, e giraram em volta das Rosas, cortejando-as e sorrindo para elas. Vieram também outros e cantaram em verso os merecimentos das Rosas. E quando queriam falar da beleza de alguma filha das mulheres faziam comparação com as Rosas, porque as Rosas são as maiores belezas do Universo, elas são as senhoras de tudo o que vive e respira.

Mas, como as Rosas parecessem enfaradas da glória que tinham no jardim, disseram os filhos dos homens às filhas das mulheres: Façamos outras grandes festas que as alegrem.
Ouvindo isto, o Jardineiro disse-lhes:
- Não colhei-as primeiro, levai-as depois a um lugar de delícias que vos indicarei.

Vieram então os filhos dos homens e as filhas das mulheres e colheram as Rosas, não só as que estavam abertas como algumas ainda não desabrochadas; e depois as puseram no peito, na cabeça ou em grandes molhos, tudo conforme ordenara o Jardineiro. E levando-as para fora do jardim, foram com elas a um lugar de delícias, misterioso e remoto, onde todos os filhos dos homens e todas as filhas das mulheres as adoram prostrados no chão. E depois que o Jardineiro manda embora o sol,  pega das Rosas cortadas pelos homens e pelas mulheres, e uma a uma prega-as no toldo azul, que cobre a chácara e o jardim, onde elas ficam cintilantes durante a noite. E é assim que não faltam luzes que clareiam a noite quando o sol vai descansar por trás das grandes árvores do ocaso.

Elas brilham, elas cheiram, elas dão as cores mais lindas da terra. Sem elas, nada haveria na terra, nem o sol, nem o jardim, nem a chácara, nem os ventos, nem as chuvas, nem os homens, nem as mulheres, nada mais do que o Jardineiro, que as tirou do seu cérebro, porque elas são os pensamentos do Jardineiro, desabrochadas no ar e postas na terra, criada para elas e para glória delas. Grande é o Jardineiro! Grande é o eterno é o Pai sublime das Rosas sublimes."





Sejamos GRATOS por tudo e por todos!

Seja  bem-vindo, Ano Novo!

Que seja florido e perfumado para todos nós!





Na Exuberância Floral

  "Impressiona a quantidade de milagres que pode conter dentro de uma fresta mínima de pedra, onde desabrocha uma flor ." 🌹 Pôs-s...