terça-feira, 23 de abril de 2024

Flores Perdidas




"Até para as abelhas os tempos estão difíceis. Com a derrubada das  matas, as flores silvestres desapareceram. Elas tiveram que procurar outra matéria-prima para substituir o néctar. E a encontraram nas feiras, nos lugares onde há vendedores de cana, de melado, de doces. Recolhem os restos de açúcar industrializados pelo homem e com ele conseguem continuar produzindo mel. Não tão puro, mas, de qualquer maneira, é o mel que só elas podem fazer.

Quantas vezes para nós, também, todas as matas estão destruídas, todas as flores perdidas.

Uma decepção. um desgosto, um fracasso, uma desgraça, podem nos tornar amargurados. Perdemos nossa flor, nossa fonte de  doçura, o que tornava nossa vida feliz, útil,  importante, ou apenas agradável.

Nesse momento, temos que imitar a disposição das abelhas e usar o que encontramos ao nosso alcance: uma palavra, um livro, uma lembrança, um sorriso, uma prece.

Procurando bem, sempre acharemos um resto de compreensão, uma sobra de carinho.

Uma coisa é certa: sempre encontraremos quem precise de tudo isso ainda mais do que nós. 

O importante é que continuemos produzindo o nosso "mel" que é mais doce que o das abelhas, e que somente nós podemos fabricar, com a ajuda de Deus: a Esperança."

🌹




Um leque de sonhos se abre em meu ser,
Uma revolução emerge do meu coração. 
Será perfumada toda mudança de crer
Em dias melhores, floral manifestação.
🌹
Tão alvo como meu bom desejo interior 
De dar à  vida o mais valoroso amor
Permaneço incólume, destemida, ousada,
Pareço mulher eternamente consternada. 
🌹
Caminho devagar, sou tapete despetalado,
Tenho firmeza, mesmo lentos, pesados, 
Fujo do rastro de corações mal-amados,
Sigo caminho do florilégio tão sonhado.
🌹


Querida amiga Tulipa, é  seu aniversário, dia 19.
Seja feliz e abençoada!


Querida amiga Chica, é  aniversário do seu blog, 13 anos de muito céu diferenciado...
Que ele só lhe dê alegrias como a nós presenteia com tanta beleza. 










18 comentários:

  1. Debemos cuidar la naturaleza y en si debemos apreciar lo que tenemos. Te mando n beso.

    ResponderExcluir
  2. Que linda reflexão e mensagem sobre as abelhas, o mel, a importância do carinho e de cada um de nós, ao seu modo nunca deixar de distribuiro o "mel" que pudermos .... Adorei!
    E tua poesia linda!
    Obrigadão pelo carinho pelos 13 anos dos céus !
    Deixo os parabéns à Tulipa pelo niver, dia 19!
    Beijos, tuuuuuuuuuuuuudo de bom,lindo dia! chica

    ResponderExcluir
  3. Querida Rosélia
    O texto acima traz-nos uma lição de vida que devemos apreciar e
    seguir. Quando os caminhos que costumamos trilhar são destruídos
    busquemos outros para que a nossa passagem tenha significado.
    O seu poema também fala dessa força que nos deve guiar, os sonhos que enfeitam a nossa vontade de mais e mais aceitar as
    revoluções que se operem dentro de nós, tendo a esperança como nossa luz.
    Parabéns à Tulipa e também à Chica pelo aniversário do seu blog, aquele que nos dá as imagens de tanto céu.
    Beijinhos
    Olinda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. corrigindo:
      enfeitam a nossa vontade no sentido de aceitar...
      bj

      Excluir
  4. A vida não está fácil nem para as abelhas amiga. Para adoçar a vida cada dia mais complexo. Os dias se vestem de coisas amargas e somos provados a reinventar os dias leves e doces.
    Que bom Bethânia neste antológico disco com É de manhã.
    Bonita postagem.
    Bjss

    ResponderExcluir
  5. É uma doce manhã para mim estar aqui. O ensinamento que você nos traz através de nossas irmãs abelhas, como diria Francisco de Assis, é lindo, instila a persistência e a esperança. Como elas, as pequeninas com asas, precisamos colher diariamente, seja numa prece, numa música, uma mensagem, nossa pequena dose de néctar.
    Deixo os parabéns para a Tulipa e vou sorver néctar lá nos céus da Chica! Beijo Rosélia.

    ResponderExcluir
  6. Um texto com reflexões sobre a capacidade de sermos o que somos e saber agradecer pelo que temos. Um belo poema num 'leque de sonhos' . E , os parabéns das amigas de quem nunca esquece.
    Grande Rosélia, amiga e boa companheira.
    Um abraço, te deixo . E também para as aniversariantes.

    ResponderExcluir
  7. Magnífica descrição (positiva) sobre como os recursos naturais são buscados para que a continuidade da vida seja real.
    Um bom instrumento de meditação.
    Parabéns (também) às continuadoras deste percurso da nossa casa a que chamamos Blogue.

    Beijo a todas,
    SOL da Esteva

    ResponderExcluir
  8. Linda reflexão e um poema maravilhoso.
    Muitos Parabéns às aniversariantes.
    Beijinhos para todas

    ResponderExcluir
  9. Podemos produzir o nosso mel, mas como disse um dia Einstein: "se as abelhas desaparecerem da face da Terra, a humanidade terá apenas mais quatro anos de existência. Sem abelhas não há polinização, não há reprodução da flora, sem flora não há animais, sem animais, não haverá raça humana."
    Uma boa análise para o fim de semana.
    Beijo, beijo

    ResponderExcluir
  10. É verdade, Rosélia, sejamos como as abelhas, se nos tiram as flores vamos a feira achar a fonte pra o mel da vida. Adorei, post super positivo! Beijos! 🌼🌼😍

    ResponderExcluir
  11. Rosélia, como é devastador o destino das pobres abelhas que precisam produzir o mel mas não existem mais flores nos campos para que elas se dediquem às tarefas da vida. O mundo está mesmo se deteriorando , pois sem as abelhas o nosso destino de extinção já estará traçado e não há tecnologia ou "inteligência artificial"que possa reverter essa situação.
    Seu poema em conjunto com a canção da Maria Betânia criaram uma atmosfera sem igual, de uma melancolia intensa com um fio de esperança latente querida amiga...A esperança é como a última flor que as abelhas encontram para produzirem o derradeiro mel...
    Tudo muito lindo por aqui!!
    Beijos e uma semana linda querida!

    ResponderExcluir
  12. Olá, amiga Roselia!
    Poema muito bonito. Alertando para a nossa atenção da importância das abelhas, tanto na feitura do mel, como na preservação das flores.
    Gostei muito.

    Deixo os meus votos de uma feliz semana, com amor e paz.

    Beijinhos, com carinho e amizade.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com
    https://soltaastuaspalavras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. O que seria de nós sem as flores? Provavelmente não existiríamos.
    Magnífico post, onde não faltou boa poesia.
    Boa semana.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  14. A sua reflexão sobre a Natureza e as abelhas tocou-me, minha amiga Rosélia.
    Parabéns às aniversariantes.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  15. Você é mel de carinhos para nós! Isso é o que importa! Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Bom dia, Rosélia
    Linda postagem, falando em mel lembrei de um versículo que diz: Palavras agradáveis são como favo de mel: doces para a alma e remédio para o corpo. Provérbios 16:24. Parabéns Tulipa, pelo seu aniversário e a Chica pelos 13 anos do blog, o meu completou 15, um forte abraço.

    ResponderExcluir
  17. Querida amiga
    alguém escreveu:
    Você é mel de carinhos para nós!
    como eu concordo, mesmo um doce de amiga você é...só hoje descobri que no dia do meu aniversário foi deixar os votos de parabéns para mim.... nem imagina a felicidade que senti hoje ao ver isso.
    Também a amiga Chica disse:
    Deixo os parabéns à Tulipa pelo niver, dia 19!
    Beijos às duas por se lembrarem de mim, que Deus vos abençoe!
    MUITO OBRIGADA amiga Rosélia!

    ResponderExcluir

Jardim Interior (Marta Vinhais, Citu e Franziska)

"Gosto das cores, das flores, das estrelas, do verde das árvores, gosto de observar. A beleza da vida se esconde por ali, e por mais um...